FOTOS - Festival OMI 2012

ESTUDOS DO ACERVO CULTURAL

Dentre as principais possibilidades no que diz respeito aos estudos do acervo cultural, o Instituto de Inovação Social e Diversidade Cultural (INSOD) se dedica especialmente aos Inventários, Tombamentos e Registros.

INVENTÁRIOS

O inventário, atividade de caráter mais amplo, tem a finalidade de fazer um levantamento panorâmico, em uma determinada área de abrangência, dos bens culturais de referência para a comunidade. Ao ser inventariado, o bem cultural passa a ter reconhecido o seu valor e importância para a coletividade sem, ainda, ser alvo de uma proteção legal de preservação.

Os trabalhos desta natureza, geralmente denominados de Inventário de Proteção do Acervo Cultural (IPAC), são realizados a partir de uma metodologia interdisciplinar que contempla profissionais qualificados e de diversos campos do saber. Os bens culturais inventariados são separados didaticamente nas seguintes categorias: estruturas arquitetônicas e urbanísticas; bens móveis e integrados; bens arquivísticos; sítios naturais ou bens arqueológicos e paleontológicos; bens imateriais. O Instituto Internacional de Inovação Social e Diversidade Cultural (INSOD) reúne profissionais com ampla experiência nesta atividade que se desenvolve nos âmbitos municipal, estadual e federal.

TOMBAMENTOS

O tombamento é um mecanismo legal de preservação do patrimônio cultural no qual se reconhece a relevância social do acervo de natureza material, ou seja, de núcleos históricos e de estruturas arquitetônicas tomadas isoladamente. Trata-se de um ato administrativo e para a sua efetivação, faz-se necessária a elaboração de um dossiê de tombamento que possui dados sobre a história, além da caracterização e análise arquitetônica do bem e de seu entorno. O Instituto de Inovação Social e Diversidade Cultural (INSOD) desenvolve estudos desta natureza visando a eficiência desse instrumento de salvaguarda.

REGISTROS

O registro de bens culturais de natureza imaterial é uma ferramenta legal utilizada para o estudo e proteção do acervo intangível. O registro é, antes de tudo, uma forma de reconhecimento e busca na valorização do acervo cultural de uma comunidade, na qual se interpretam saberes e celebrações, rituais e formas de expressão e os espaços onde essas práticas se desenvolvem. O Instituto de Inovação Social e Diversidade Cultural (INSOD) desempenha todos os procedimentos relacionados aos processos de registro, cujo bem em estudo passa e fazer parte de uma dessas categorias: saberes; formas de expressão; celebrações; lugares.

PLANOS, PROJETOS E AÇÕES EM MUSEUS

Soluções para a criação e adequação de instituições de acordo com a legislação brasileira e os parâmetros internacionais que regem a prática museológica, ajudando na definição da missão da instituição, na gestão de pessoas e recursos materiais, bem como no tratamento e adequação do acervo e demais procedimentos metodológicos necessários para o desenvolvimento de processos museais.

FESTIVAL INTERNACIONAL DE DIVERSIDADE CULTURAL - FESTIVAL OMI

II FESTIVAL OMI - O FESTIVAL INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE CULTURAL

NOTÍCIAS-Diversidade Cultural

Para maiores informações sobre o II Festival OMI, CLIQUE NA LOGO.